Encontro de Cicloturismo de Niterói

ENCONTRO DE CICLOTURISMO DE NITERÓI 2014
Pela primeira vez, Niterói promove um Encontro de Cicloturismo. Iniciativa idealizada pelo Clube de Cicloturismo do Brasil e realizada em conjunto com o programa Niterói de Bicicleta, com o apoio da Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro, o evento foi realizado nos dias 24 e 25 de maio.

Apesar do tempo chuvoso e do frio que fez em Niterói no final de semana do Encontro de Cicloturismo, quem estava no auditório do MAC - Museu de Arte Contemporânea sentiu um clima bem diferente. Localizado em um dos mais exuberantes pontos da cidade, com vista privilegiada para o Rio de Janeiro, o MAC foi o palco do evento realizado pelo Clube de Cicloturismo do Brasil e Prefeitura de Niterói. Com o apoio Programa Niterói de Bicicleta, Fecierj - Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro e MAC de Niterói o encontro foi considerado por todos um grande sucesso. Sem dúvida, um evento pra ficar marcado no calendário do Estado do Rio de Janeiro e que tem tudo para crescer a cada ano.

Foram dois dias de muita energia, troca de experiências, vivências de sonhos e realizações. Além é claro da confraternização de pessoas amantes do Cicloturismo.

No sábado, Rodrigo Telles e Eliana Garcia (Clube de Cicloturismo do Brasil), e Argus Caruso (Programa Niterói de Bicicleta) fizeram a abertura do evento com o tema "O que é Cicloturismo". Vale lembrar que o evento marca início de um novo elo do Clube de Cicloturismo do Brasil no estado do Rio de Janeiro com a proposta de realização de vários eventos para incentivo do Cicloturismo em nosso país.
Argus Caruso, que deu a volta ao mundo de bicicleta, atualmente trabalha para prefeitura de Niterói, com o objetivo de promover e incentivar o uso da bicicleta através do planejamento da mobilidade urbana para a cidade. Para isso conta também com o apoio de movimentos locais e ONGs. Ambos estão chacoalhando a cidade com passeios de bicicleta e a implantação do sistema de ciclofaixas, ciclovias e campanha educativas no trânsito.

Em seguida o tema foi "Cicloturismo no Estado do Rio de Janeiro" onde Ricardo Lage (ACICAF - Cabo Frio), Robson e Ramon (Ciclo Macacu), Horácio Junior (Via Pedal) e Rodrigo Lima (Fecierj – Sta. Maria Madalena), traçaram um panorama do crescimento do cicloturismo no Estado através de seus próprios sonhos e de suas iniciativas para incentivar outras pessoas a utilizarem a bicicleta para conhecer a região e outros lugares através do cicloturismo.

No período da tarde o tema abordado certamente mexeu com os sentimentos de todos os participantes. O sonho de realizar uma grande cicloviagem é praticamente o desejo de todo cicloturista. Por isso toda a atenção foi voltada para os depoimentos de dois cicloturistas. O primeiro a falar foi Leonardo Soares com sua viagem de bicicleta pela América do Sul. Carismático e com muita empolgação, “Léo” contou suas experiências pela América do Sul e toda emoção envolvida numa viagem.
Em seguida, Arthur Simões, que deu a volta ao mundo com sua bicicleta, viagem, aliás, que deu origem ao livro "O mundo ao lado", em sua segunda edição, fez um relato divertido e com muita emoção sobre os momentos marcantes da sua volta ao mundo. Um cicloturista leve, espontâneo e verdadeiro, Arthur levou todos a refletirem sobre muitos aspectos do comportamento humano através de um paralelo com sua viagem.

Para encerrar o dia, um Pedal Sonoro ao som do "The Doors", pelas ruas de Niterói. Essa pedalada é feita sempre ao som de um grupo ou músico escolhido e percorre trechos da cidade levando toda cultura e mensagem que as bicicletas podem carregar. A pedalada contou com a presença de muitos ciclistas do evento e pessoas da cidade que ao longo do percurso se juntavam à massa ciclística.

Domingo, novamente Rodrigo Teles, Eliana Garcia e Leonardo Soares iniciaram a programação, mas dessa vez de uma forma diferente. Eles tiravam dos seus alforjes todo o equipamento de uma viagem de bicicleta e explicavam a utilidade de cada um deles. Em seguida Rodrigo e Eliana fizeram uma demonstração de como embalar uma bicicleta para viagem num "mala bike".
Logo após aconteceu uma das apresentações mais esperadas do evento, Antônio Olinto e Rafaela Asprino apresentaram um maravilhoso vídeo da recente viagem que fizeram pelos himalaias indianos. O vídeo "LADAKH, O PEQUENO TIBETE" emocionou a todos com cada cena da viagem. Os dois são especialistas na forma de registrar suas imagens. Uma aventura de tirar o fôlego e de superação pessoal, que certamente despertou no coração de cada um o desejo de realizar o sonho daquela viagem que todos nós trazemos dentro da gente.
Para encerrar o evento, após o almoço um último passeio de bicicleta por Niterói até a Fortaleza de Santa Cruz, de onde temos uma belíssima vista de frente ao Pão de Açúcar.
Como disse no início, apesar do clima frio, quem esteve no MAC sentiu a alma aquecida pelo calor humano num final de semana mágico.
Parabéns aos organizadores, voluntários, apoiadores e ao público presente.

Para se informar mais sobre cicloturismo e  participar de outros eventos do Clube de Cicloturismo acesse www.clubedecicloturismo.com.br

 

 

LOCAL
O local escolhido é o emblemático e turístico Museu de Arte Contemporânea de Niterói – MAC – do grande arquiteto Oscar Niemeyer. Com seu célebre formato de disco voador, o museu compõe uma paisagem privilegiada, às margens da Baía da Guanabara.

ACESSO
Para quem chega de bicicleta, há uma ciclovia passando na porta do museu e paraciclos serão instalados até a data do evento.
Para quem vem de ônibus, do terminal sai a linha 47B, que passa pelo Plaza e deixa na porta do MAC.
Vindo do Rio, o jeito mais simples, prático e integrado ao evento é pedalar até a praça XV e atravessar a baía de barca. As barcas saem a cada 30 minutos, levam 15-20 minutos para atravessar e não cobram nada a mais para fazer a travessia com a bicicleta, somente a passagem normal (R$ 4,50 ou R$3,20 com bilhete único). Descendo na estação Araribóia, em Niterói, é só seguir à direita pela orla até o MAC, uma pedalada de menos de 10 minutos.
Outra opção é pegar os ônibus das empresas 1001 e Garcia, que atravessam a ponte e deixam a menos de 5 minutos caminhando do MAC. Há também o ônibus 100, que sai da praça XV. Este tem o ponto final no terminal de Niterói, de onde sai o 47B, que em 10 ou 15 minutos está no MAC.
Para quem vem de carro, ao final da Ponte, seguir a saída das placas Centro/Icaraí (segunda da direita para a esquerda) e depois entrar à direita na Rua Miguel de Frias (em uma bifurcação com um posto Petrobrás no meio. Seguir a orla até o MAC.
Da Rodoviária de Niterói até o MAC é fácil ir pedalando pela rua Barão do Amazonas, passando no centro de Niterói.

foto: Leo Carvalho

Realização: Clube de Cicloturismo do Brasil e Niterói de Bicicleta

Apoio: Prefeitura de Niterói, MAC Niterói e FECIERJ

 


SÁBADO - 24 de maio


8h30 - CONFIRMAÇÕES DAS INSCRIÇÕES

Identificação dos participantes para o evento.

9h - ABERTURA

O QUE É CICLOTURISMO?

Uma breve apresentação do evento e algumas reflexões a respeito das bicicletas, das viagens e do que queremos com tudo isso.

10h - PALESTRA

CICLOTURISMO NO ESTADO DO RIO

O Rio de janeiro é um estado com enorme quantidade de opções para quem quer pedalar na natureza. Representantes de grupos e referências em cicloturismo do estado irão mostrar boas opções de roteiros e regiões a serem exploradas.

Horácio Junior – Usuário da bicicleta como meio de transporte desde 1993. realizou sua primeira cicloviagem em 1996. E desde 2006 criou uma operadora de turismo especializada em cicloturismo chamada Via Pedal Expedições e Turismo. Com intuito de prestar serviços turísticos, de mapeamento e qualificação de condutores da bicicleta.
viapedal.com

Rodrigo Lima - Idealizador da Volta do Desengano, Diretor de Planejamento na Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro - FECIERJ. Coorganizador do 10º encontro Nacional de Cicloturismo em Santa Maria Madalena.
 

José Ricardo Lage - presidente da ACICAF - Associação Ciclística de Cabo Frio, filiado à FECIRJ e ao Clube de Cicloturismo do Brasil. Cicloviagens realizadas: Bike Luz 2012 e 2013, Volta do Desengano, Estrada Real - Ouro Preto à Paraty, Ciclotur pelas montanhas de Minas - Serra da Mantiqueira SP entre outros espalhados pelo Brasil. Idealizador do Bike Night na cidade de Cabo Frio - organizador e idealizador do I Ciclotour da Região dos Lagos e em fase de conclusão do projeto do Circuito Costa do Sol de Cicloturismo - região dos Lagos.

14h - PALESTRA

CICLOVIAGEM AMÉRICA DO SUL

386 dias na estrada, percorrendo os rincões da América do Sul, para conhecer um pouco mais sobre o mundo e si mesmo. As histórias engraçadas e profundos aprendizados que a vivência de um ano de viagem proporcionam a quem se lança ao mundo de peito aberto serão o tema dessa fala.

 

Leonardo de Carvalho Soares - Escoteiro, Engenheiro, viajante e metido a fotógrafo, pedalou um ano e um mês pela América do Sul, começando no Rio de Janeiro, passando pela Argentina, Bolívia, Peru, Equador e chegando até a Colômbia. A partir do aprendizado da vida na estrada, as vivencias e as surpresas de cada dia, está empenhado em compartilhar a experiência através do livro que está escrevendo.
caminhosdebicicleta.blogspot.com.br

16h - PALESTRA

VOLTA AO MUNDO DE BICICLETA: COMEÇO, MEIO E FIM

Uma palestra focada em responder as principais dúvidas de quem quer realizar uma viagem longa ou mesmo começar a viajar de bicicleta. Enquanto fala sobre sua viagem pelo mundo, Arthur aborda diversos temas comuns no cicloturismo, como planejamento, escolha do equipamento, resistência, amizades do caminho, alimentação, patrocínios e o retorno de uma longa viagem.

Arthur Simões - Arthur Simões, 32 anos, nasceu em São José dos Campos, SP. Se formou em Direito pela Universidade Mackenzie e abandonou a profissão para em 2006 dar início ao projeto Pedal na Estrada, uma volta ao mundo de bicicleta, percorrendo sozinho quase 40 mil km, passando por 46 países, em 5 continentes. Voltou ao Brasil em 2009, após 3 anos e 2 meses de viagem. Lançou o livro O Mundo ao Lado, sobre sua viagem, realizou exposições de fotografias e segue viajando sobre duas rodas.
www.pedalnaestrada.com.br

 

DOMINGO - 25 de maio

10h - PALESTRA

VIAJANDO DE BIKE - O QUE LEVAR?

Uma das primeiras dúvidas que surgem quando se decide fazer uma viagem de bicicleta é o que levar na bagagem. Vamos discutir isso de maneira prática, fazendo uma demonstração.

Outra dúvida comum é como embalar a bicicleta para uma viagem de ônibus ou avião. Mostraremos de maneira prática como desmontar e proteger as partes sensíveis.

Eliana Garcia - É Bióloga e educadora ambiental. Iniciou no cicloturismo 1988. Já percorreu mais de 20 mil km em viagens de bicicleta, destacando-se: Expedição Parques del Sur (4200km pelo Chile, Argentina, Uruguai e Sul do Brasil), Expedição Titicaca (Peru e Bolívia) além de inúmeras viagens por mais de quinze estados do Brasil. É fundadora e diretora do  Clube de Cicloturismo do Brasil, autora do Manual de Dicas para Cicloturistas de Primeira Viagem.

Rodrigo Telles
É Engenheiro Elétrico e montanhista. Responsável pela criação e manutenção do site do Clube de Cicloturismo. Realizou diversas viagens de bicicleta desde 1998, destacando-se: Expedição Titicaca (Bolívia e Peru), Sertão Nordestino, Serra da Canastra (MG), Terra Ronca, Chapada dos Veadeiros e Litoral Cearense. É fundador do Clube de Cicloturismo do Brasil.

Leonardo de Carvalho Soares - Escoteiro, Engenheiro, viajante e metido a fotógrafo, pedalou um ano e um mês pela América do Sul, começando no Rio de Janeiro, passando pela Argentina, Bolívia, Peru, Equador e chegando até a Colômbia. A partir do aprendizado da vida na estrada, as vivencias e as surpresas de cada dia, está empenhado em compartilhar a experiência através do livro que está escrevendo.
caminhosdebicicleta.blogspot.com.br

11h - LANÇAMENTO
FILME - LADAKH, O PEQUENO TIBET

Uma viagem de bicicleta por Ladakh, uma região no extremo norte da Índia, fronteira com China e Paquistão. Ladakh está no mesmo platô do Tibete e por suas semelhanças com aquele país invadido pela China, também é conhecido como Pequeno Tibete. Raça, cultura, língua e relevo, tudo é praticamente igual, com a grande vantagem de que na Índia um cicloturista pode viajar de forma autônoma e livre.

 

Antonio Olinto Ferreira - Nascido no interior de SP, formado em direito pela PUC-PR. Deixou tudo para fazer uma volta ao mundo de bicicleta. Apaixonado pela América do Sul, continuou fazendo aventuras de bicicleta por nosso continente em viagens menores por regiões exóticas que somadas chegam a quase um ano e milhares de quilômetros rodados.
www.olinto.com.br

Rafaela Asprino - Nasceu na capital paulista, onde se formou e trabalhou por 10 anos como arquiteta, utilizando a bicicleta como lazer e meio de transporte. Após percorrer o Caminho da Fé, em 2007, conheceu Antonio Olinto e com ele a liberdade de uma vida simples fora da grande cidade. Em 2008 deixou os 2 empregos, alugou seu apartamento, vendeu o carro e passou a viver e viajar com Olinto, e a trabalhar no Projeto de Cicloturismo no Brasil.
www.olinto.com.br

15h - PASSEIO
PEDAL À FORTALEZA SANTA CRUZ

 

 
 

Realização:


 
 

Apoio:


  :        
     

 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.